30 de janeiro de 2010

Bandage dresses

Olá meninas... vim aqui postar uma descoberta minha pessoal ...
Fiquei encantada com esses modelos de vestido... e fui pesquisar sobre...
Aqui no Brasil são chamados Bandagem....
A história dele.. super interessante vem ai embaixo ... espero que gostem!!

Hervé Léger ficou muito conhecido por seus vestidos super sexy e justos, que literalmente modelavam o corpo feminino. As peças eram feitas de tiras elásticas, aderentes ao corpo, inteiramente costurados à mão (o que dava um aspecto dedemi-couture para suas roupas, já que eram feitas sob-medida).
Hervé Léger (nascido em 1957) entrou para o mundo da moda em 1977 quando o estilista italiano Tan Guidecelli o chamou para ser seu assistente. Três anos depois, em 1980, impressionado com o trabalho de Léger, Karl Lagerfel o fez de seu aprendiz (e assistente). Até 1984, Léger trabalhou com Lagerfeld na Fendi. Quando o kaiser da moda assumiu a direção criativa da Chanel, levou junto seu assistente. Porém, depois de duas coleções, Léger decidiu que seria melhor se concentrar em outros trabalho free-lance. Depois de muitos trabalhos para Lanvin, Diane Von Furstenberg e muitas outras grifes, o estilista decidiu finalmente abrir sua própria marca em 1985, já explorando essa estética sexy tão presente em seus trabalhos.
Para seu primeiro desfile, em 1989, Léger não tinha muitas inspirações, mas sabia que queria causar impacto. Foi aí que começou a enrolar um manequim com faixas de tecido, como se fossem um múmia egípcia, e assim surgiu toda a inspiração que precisava, criando suas famosas faixas elásticas.
O look criado por Léger foi hit durante toda década de 90. Diversas celebridades e super modelos usaram seus vestido ultra justos, com faixas que modelavam seus corpos. Tyra Banks até chegou a usar um modelo vermelho para ir à uma premiação do Oscar. Nas últimas coleções internacionais para o inverno 2007, diversos estilistas, como os meninos da Proenza Schoueler, Christopher Kane e Marios Schwab tiveram nos trabalhos de Lérger inspirações para sua coleções.
No fim dos Anos 90, grupo BCBG Max Azira, comprou a marca de Léger, tirando-o do posto de diretor criativo. Depois de brigar pelo seu nome na justiça, mas sem muito sucesso, Hervé Léger abriu uma nova grife, com o nome de Hérve Leroux, que continua ativa até hoje.
Fonte: Site São Paulo Fashion Week.


Bom é isso!! Beijos meninas espero que tenham gostado!!
Carla Bizzo

1 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email

Momento no Face !